Geral

Piauí tem o maior corte nos benefícios do Bolsa Família em um mês
Postado em: 12/08/2017
Tamanho da fonte A A

Mais de 13,1 mil famílias piauienses deixaram de receber o Bolsa Família em apenas um mês. A queda é histórica e se repete em todo o país, que somou 543 mil benefícios a menos de junho a julho deste ano. É o maior corte desde o início do programa de suplementação de renda do Governo Federal.

Para efeito comparativo, o número de benefícios pagos no Estado passou de 433.311 em junho para 420.174 no mês passado. Uma diferença de 13.137 pagamentos. Com o corte, houve também um reflexo na dotação injetada no Estado no período, foram R$ 2,3 milhões. Enquanto em junho o valor repassado chegou a R$ 88,879 milhões; no mês seguinte o montante disposto foi de R$ 86,510 milhões. Os dados são levantados junto ao Ministério do Desenvolvimento Social (MDS).

Os reflexos também podem ser sentidos nos demais entes da região, de modo que em junho os benefícios pagos chegavam a 6,720 milhões e em julho foram 6,508 milhões. Um corte de mais de 211 mil. No que tange ao valor repassado, a queda foi de 1,256 bilhão para R$ 1,221 bilhão. O corte teria sido realizado em razão de suspensões para avaliação e cancelamentos.

Para se ter uma ideia da importância do Bolsa Família no Piauí, há um total de 688.867 famílias inscritas no Cadastro Único para Programas Sociais do Governo Federal, que concentra informações socioeconômicas das famílias brasileiras de baixa renda (ou seja, aquelas com renda mensal de até meio salário mínimo por pessoa). As informações transmitidas por meio dessa plataforma possibilitam a União conhecer as reais condições de vida da população, selecionando aquelas que estão aptas a serem contempladas pelos programas sociais.

No Piauí, segundo os indicativos consolidados no último mês de maio, 461.105 famílias inscritas no CadÚnico declararam possuir renda per capita mensal de até R$ 85. Já 54.781 disseram possuir renda per capita entre R$ 85,01 e R$ 170,00. Na faixa de R$ 170,01 e meio salário mínimo estão 54.781 famílias; com renda acima de meio salário mínimo aparecem 70.640. Esses dados embasam a transmissão de recursos através dos programas da União, como por exemplo o Bolsa Família, direcionado a complementação de renda.

Ainda no que tange aos dados sociais referentes ao Cadastro Único, há 2,019 milhões de pessoas cadastradas no Estado, destas, 1,406 milhão estariam enquadradas em famílias com renda per capita mensal de até R$ 85; enquanto 310,7 mil em famílias com rendimento per capita entre R$ 170,01 e meio salário mínimo.

Em um ano, 467 mil cortes no Nordeste e 31,7 mil no Piauí

O cruzamento de dados do Ministério do Desenvolvimento Social mostram também que de julho de 2016 ao mesmo mês deste ano, 467.630 benefícios deixaram de ser pagos no Nordeste. No Piauí, o corte é de 31.763. Diante dos números, aproximadamente R$ 91 milhões a menos deixaram de ser injetados na região; sendo R$ 7 milhões apenas no Piauí.

Ao todo, o corte vislumbrado de julho do ano passado ao mesmo de 2017 atingiu 7% das famílias piauienses beneficiadas pelo programa do Governo Federal.

Neste final de semana, a Confederação Nacional dos Municípios (CNM) se manifestou sobre os cortes do Bolsa Família. “O corte ou suspensão na liberação dos benefícios tem impacto significativo na economia do Município, porque quando os usuários deixam de receber o benefício, eles deixam de consumir nos comércios locais, logo os pequenos comerciantes também perdem receita. Outro agravante é que o corte no recebimento do benefício aos usuários, que ainda estão em situação de vulnerabilidade e risco social, pode gerar novas demandas sociais, ou seja, podem requerer sua participação em programas e serviços sociais, principalmente os relacionados as demandas emergenciais, como o benefício eventual, que geralmente trabalha com cestas básicas, aluguel social, e que são de inteira responsabilidade financeira do Município disponibilizar. Nesse sentido, os gestores municipais correm o risco de ter que arcar com mais despesas na manutenção dos serviços socioassistenciais”, se posicionou.

É importante esclarecer que o Bolsa Família passou por um pente-fino do Governo Federal, na época, foi indicado para o bloqueio dos subsídios dispostos a 20.191 benefícios e o cancelamento de 13.618 no Piauí.

FONTE: Meio Norte

Terça-Feira - 17 de Outubro de 2017

 
PUBLICIDADE





 
Portal PontoNet - A Inovação Que Tem Ponto na Net © 2017 www.portalpontonet.com.br
Rua José de Sousa Morais 232 Bairro Serranópolis, Jaicós/PI
DIRETOR GERAL: Roberto José de Carvalho - DIRETOR FINANCEIRO: Lucienne de Lima Coutinho
Telefone: (89)9921-3070 / 9417-4175 - Email: portalpontonet@hotmail.com

Somente os artigos não assinados são de responsabilidade deste portal.
Os demais, não representam necessariamente a opinião do Portal Ponto Net e são de inteira responsabilidade de seus autores.